demasiado longe tarde demais

que o sangue nas palavras inspire o teu crime
que o toque sensual estremeça a tua alma
o que este mundo corrupto precisa
é da insinuação da sensualidade na carne
o poder encerrado no isolamento das massas que se liberte
suprimam-se os actos de contrição

vejo o dia nascer
puro e cristalino
corpos álveos que recuperam das longas noites de amor
parecem agora desistir
deixai o nosso passado queimar
deixai a nossa história ruir
descasque-se a pele
renascendo na súbita dança da serpente divina
que os edifícios não mais nos encerrem na sua púbis
a fome inspira-nos
a dor inspira-nos
a morte inspira-nos
não vos temeremos mais
dê um passo em frente o primeiro a ousar
enfrentar lentamente o espelho
puxe da adaga e corte o cordão que nos prende ainda
ao empedernido útero

gerações sacrificadas em vão pelos aparelhos repressivos
golpe de aço manobras militares cavalgadas desenfreadas
os teus olhos perturbam-me, tornaram-se moribundos
não hesiteis irmãos, depois de tudo terminado
festejaremos os sacrifícios
não querendo nada reavendo tudo
som de turbinas hélices rugir dos motores estratégias bélicas
pode viver-se mais num minuto do que numa vida?

aqui declaro
abandonar as responsabilidades
negar os compromissos

frases de libertação pulsam no nosso peito
demasiado longe para ter medo
tarde demais para voltar atrás
a verdadeira estrada reclama-nos

 Image licenced to Rebecca Herman METROPOLITAN MUSEUM OF ART by Rebecca Herman Usage :  - 4600 X 4600 pixels (A3)  © Digital Image (c) The Museum of Modern Art/Licensed by SCALA / Art Resource

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s