Dividir para reinar

os minutos que perseguem o corpo rugem para ser agarrados na fibrilação do fim do dia
céus carregados de falsas promessas assombram os corações
enquanto luminosos autocarros sobre a calçada húmida espelham a solidão

não há quem questione o jogo
os jogadores cansam-se envelhecem emudecem e guerreiam-se

dividir para reinar

mestres ordenam atrás do pano o amor engarrafado
cheira-se a histórica tinta do medo
começa o rumor do inverno nas ruas intermitentes
derrotados que estão os selvagens sob o bélico jugo da civilização

o homem aplaude
porque teme o refúgio na nossa herança
e no tremor o santuário duma nua presença

lá fora projecta-se a moribunda raça, reflexo da monotonia
os que ainda desejam socorrem-se dos mesmos artifícios
nossa protecção nas trevas, nação de pele quente e de terra
pode ainda o amor incendiar o ânimo dos desanimados?
pode ainda o amor inspirar a alma dos deserdados?

a incessante procissão continua
e o que recebemos do nosso monumental passado?
bispos, deuses e generais que subjugam as migalhas do espírito
na máquina de amalgamento
quem sabe a diferença entre tudo e nada quando se vive para o desejo?

ainda assim permanecemos
porquê e até quando?

Advertisements

3 thoughts on “Dividir para reinar

  1. Este é um dos mais interessantes que já li. Gostaria de saber sua motivação de fundo para criá-lo, se não se importa… Se fiquei apenas com uma interpretação contraditória.o.o

    • Não sei se tenho resposta para essa questão.
      Não decido o que escrever, simplesmente sai.
      De qualquer das formas, tudo está aberto a interpretação, pelo que não acredito em interpretações contraditórias.
      Liberdade às palavras!

      • Assim, percebi. Na verdade não é uma resposta que anseio, uma resposta racional, porque entendo o que diz quanto ao ato de escrever, mas o que gostaria de perceber é sua inspiração para escrever este particularmente. Antes de escrever, mesmo simplesmente saindo da forma como está- a margem de várias interpretações e uma escrita rica de conteúdo- sempre se pensa ou se sente algo antes que a escrita domine o resto ^^

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s