sina

quando se perde o sol surgem os insectos no chão seco e gretado
a pele clama pela luz tanto como por ti
o corpo arde e nele
nele sente-se todo um país à procura de trair a tradição
como se milhões de tóraxes se encontrassem em contenção
sustidos aguardando o momento certo para respirar
profundamente profusamente
ainda doem os membros e o despertar é sempre o mesmo
repetindo-o até à impossibilidade

por entre o tédio manufacturado
revela-se plena a tua matéria
flutuante como o desfrute de um dia fresco
somos cansados, até a luz parece fútil ou gasta
haverá ainda rasgos de inspiração?
súbitos e arrebatadores como obsessões adolescentes?

são incontáveis os gestos repetidos
sequencial e programadamente
o descernimento enterrado
a verdade semeada nas ruas
na água suja que se varre para os esgotos
no suor que se limpa da fonte
nos fluidos que se descarregam nos estranhos
o vício, temo-lo nos objectos duráveis
e no reflexo exterior
se nos despenhássemos repentinamente
sem ninguém para nos carpir
sem herança que não
inuteis prisões
momentanêos caprichos
e nem num só segundo fomos
inflamados pela verdadeira paixão,
obsecados pelo final
superar momentos na expectativa do seguinte
deixamos rasto
NÃO DEIXAMOS MEMÓRIA
deixamos rasto
NÃO DEIXAMOS MEMÓRIA
imagens soltas quartos vazios conversas desconhecidas falsos desejos

se somos algo, é só a viagem
jamais o destino

somos apenas a viagem
nunca o destino

tanto que a minha semente viaja-te no âmago
como eu terra dentro
como a terra dentro do olho do gigante
até que algo seja
acolhido

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s