poente

esta tarde somos fome
despedaçando-nos em farrapos
esbirros submissos e líquidos
pelos jardins encobertos e húmidos
só te revejo na mesma paisagem de cimento
e existe mais que somos incapazes de compreender ou experimentar

jovens são os prisioneiros dos supermercados e dos aviões
velhos seremos nós quando desligamos do mundo
tudo será perdoado na tua nudez
no teu odor
violentamente cristalino como o renascimento sob o néon
rejeitando esta carcaça gasta despojando a história e sofrendo pela novidade
a reinvenção não chega e deixa-nos imutáveis
quando o engano é breve a decepção é tumular

pergunto se te lembras de alguma vez em que os carros não tenham percorrido infalivelmente as estradas que como a tua alvura brilham melhor na solidão sagrada do desencontro com deus na vontade mútua do deserto porque ele não distingue os seus e tu erras porque o erro tem de existir como a morte tem de existir e acontece nas tuas células acontece nas minhas partículas diariamente e nem o reino da intoxicação nos curará
somos inevitavelmente irrisórios o que permite a liberdade única de agir inconsequentemente por isso a tentativa falha ou não tem sentido mas quando o planeta do acaso se revolve sacode-nos como sono e a gravidade rejeita-nos

somos a fome pelo menos ate à tua ausência ou este lar ruir ou eu respirar tão alucinadamente que expludo e evaporo na atmosfera enquanto tu contemplas o céu como quem vê manchas na parede rezando ao mesmo tempo porque é esse o modo mais antigo de falar ainda que para lá da fronteira não exista quem te possa escutar então cais para o abismo porque isso é vaguear
ainda não nasceram as consequências porque não foi descoberta a acção
é imperativo o presente porque não sabemos distinguir a realidade e na carência da fé sobra o vácuo assim
seremos só os dois na cauda do cometa

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s