Jejum

dormes ainda na manhã flutuante quando o meu sono já foi derrotado contra o branco dos aluzejos da cozinha e lá fora o céu cinzento amedronta a paisagem já de si tímida de tão verde

perdemos a conta às manhãs e à imutabilidade da vista como um naufrágio toxicómano no tempo húmido e abafado fustigando a pele aprisionada em recordações de longínquos verões que provavelmente não existiram mas onda uma figura feminina de àgeis movimentos oferece uma forma voluptuosa frente à inocência sem consciência, seios baloiçantes como uma revelação e então o erguer do sacrilégio acontece

recordação sem sonoridade mas explosão de cores fui aqui abandonado com ela deitado esmagando a relva não exactamente num repouso nem mesmo em agitação

amanhã repetem-se os acontecimentos de todos os dias implacávelmente morremos nos braços um do outro com o corpo mais firme ou menos firme mas o mesmo corpo mas outro corpo certamente mais decadente em busca da espectacularidade dos minutos para que seja sorvida em tranquilidade no refúgio

felizmente ou sôfregamente as horas avançam calmas e imperiosas longe do sofrer do tempo que avança tudo desligado longe do reflexo nos objectos sem perceptibilidade

a ribeira secou as crianças saíram dos parques ainda a matéria não atinge o fim do dia nem de qualquer outra coisa despimo-nos para apreciar as transgressões de beleza que investem o receptáculo que nos sustenta face a face com um cruel espelho onde o auge da luz enaltece
as marcas dos excessos
as marcas do amor
e nada nunca cicatriza

nem a inevitabilidade da extinção, sobretudo não a inevitabilidade da extinção mesmo quando nos encontramos em erupção ou surgindo na liberdade
as prisões são pequenas, mas demasiado numerosas

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s