Monte-Cristo

Revolução sem sangue
é amor sem dor
foda sem esperma
a poesia na violência
o romance nos homicídios
em massa, seleccionados
as chamas no poder
a desordem no busto
da autoridade

abrir-me-iam o caminho
do paraíso
para libertar a humanidade
teria de a tomar inimiga,
pagar o preço de saber
a arte da guerra e
batalhar séculos de
judáico-cristianismo,
autoridade, leis e
propriedade, e oferecer
nada em troca:
apenas a morte da questão

sem o alívio da resposta.
podia-se, no entanto
viver mais nesse momento
do que jamais toda uma
raça viveu
escapar
enriquecer
e vingar
ao bom velho estilo do
Conde de Monte Cristo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s