Excremento

Povos que erguem cidades
fundadas em sofrimento,
prestando vassalagem a ídolos
de corpos de plástico em
ideias mortas
atiram as vidas aos céus
e as culpas
devolvem-nas à terra
terra
outrora percorrida
por heróicos antepassados
que lhe conferiram
uma camada de sangue
hoje desonrada
na falência do
espírito guerreiro
dos genes seculares
dos desertos atravessados,
o câmbio foi feito
por metais e artifícios
que espécie
que quando termina
nada devolve aos deuses,
devora essências
e existências sem
lhe tomar o gosto:
caçadores efeminados
decrépitos imóveis
almas gastas em
corpos de infantes

não se nega a morte
quando se perdeu a vida
faltam os braços para
arrancar a enormidade que
o mundo encerra,
abrir as pernas da virgindade
e pernoitar dentro
só resta o cultivo da morte
e a morte dos inquebráveis:
raça indigna
excremento dos avós

Advertisements

2 thoughts on “Excremento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s