O vale dos ossos

No outro dia chorámos:

descobrimos que
não somos donos dos minutos
descobrimos que
somos apenas carne
somente carne
um monte de carne,

carne

carne que corre
para a putrefacção,

nunca nada provocou
tanta dor neste universo
como o conhecimento
e a perda da inocência,
saber que o prazer
contém a fronteira do tempo
e a nossa devoção
que deveria ser eterna
é interrupta.

somos fracos animais
sem a habilidade
de se perder nos prazeres carnais,
de(lei)tar-se na eternidade
do instante,
e apenas essa fraqueza
nos distingue dos animais

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s